Eu ainda tenho blog?

Funciona assim: você tem uma lista de coisas que te deixam muito feliz. Um blog, um tempo livre, um namorado querido, família idem, amigos idem,  suas músicas, seus livros, seus hobbies, aquele ponto de cruz, aquela vontade de brincar de invencionices na cozinha. E aí uma tsunami de trabalho e problemas/questões do cotidiano vem e te leva e te afoga e varre tudo do mapa – seu tempo, sua vontade, seu ânimo. Quando a maré fica baixa de novo você vê os estragos: cansaço, aflição, lama. Por que o tempo que você perdeu não volta mais.  E botar tudo nos eixos de novo demanda um certo esforço. Por que olhar o estado das coisas e pensar “por onde (re)começar a ter a vida que eu tinha?” é sempre meio complicado.

Você pensa nos telefonemas que não deu, nas visitas que não fez, nos médicos a que não foi, nos “estou com saudades” que você não disse. Você pensa no dia em que ficou até mais tarde no trabalho e deixou de ver aquele amigo ou chegou em casa e  mal conseguiu dar boa noite pro namorado e caiu imediatamente no sono, no domingo em que você estava tão cansada que não teve condições sequer de levantar da cama, quanto mais de pegar um ônibus e ver alguém. Você pensa nas coisas que quer fazer e não consegue, mesmo tendo esse “tempo livre” de volta. Ah, inércia, this heartless bitch.

Como para tudo tem um primeiro passo, lá vou eu dar o meu. “Eu ainda tenho blog?” é uma pergunta quase metafórica. “Eu ainda tenho vida?”. Tenho sim. Então bora ajeitar tudo isso que tá aí.

PS: Desculpem pelos furos nos últimos meses, prometo voltar a ser normal <3

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>